Apoio

      

Realização:

 

 

Redes Sociais

            

 

Cadastre-se

Home Histórico

Histórico

 

O Centro de Convivência e Cooperativa – CECCO Parque Ibirapuera é um serviço público municipal, coordenado pela Secretaria Municipal da Saúde. Trata-se de um trabalho intersecretarial e intersetorial, ou seja, prevê a parceria entre diversas Secretarias Municipais, o terceiro setor, entidades privadas e a sociedade civil. Ressaltamos, no entanto, a tão importante parceria com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, que viabiliza nossa existência no Parque Ibirapuera.

Os Centros de Convivência foram idealizados no final da década de 80. Nasceram a partir da discussão e questionamento a respeito da política de saúde mental e do modelo de atendimento ao paciente psiquiátrico, quando era usual, na ocasião,  a internação em hospitais psiquiátricos, sem uma proposta estruturada para sua reinserção social.

Assim, os CECCOs surgiram no bojo da luta anti-manicomial, como parte de uma rede substitutiva, junto a outros equipamentos de saúde, com distintas vocações.

 Muito rapidamente ampliou-se o espectro de atuação dos CECCOs. Seu grande potencial para trabalhar o acesso universal fora reconhecido e estes passaram a ser abertos a todas as pessoas, independente de sua condição econômica, social, cultural, de saúde, religiosa, étnica ou de gênero.

Em agosto de 1991, o CECCO Ibirapuera é inaugurado e desde então vimos nos constituindo num espaço público de promoção e prevenção de saúde, que se vale de ações gratuitas, cujo fundamento é a igualdade de possibilidades a todo cidadão paulistano. O trabalho é realizado através de oficinas e grupos, cujo objetivo primordial é o de provocar encontros de diferentes pessoas e ativar entre elas novos sentidos. Encontramos na heterogeneidade, um campo fértil para trocas sociais, educativas e culturais.

Com suas ações culturais, artísticas, ambientais, literárias, esportivas, artesanais, práticas tradicionais da medicina chinesa, de convivência e trabalhos em empreendimentos solidários; colabora na confecção de uma rede de acessibilidade e qualifica o Parque no cumprimento de sua função social.

O Cecco Ibirapuera também tem compromisso com a pesquisa e a formação, na constante busca em auxiliar a construção e elaboração de conceitos que embasem este novo paradigma de saúde que associa cultura e saúde, liberdade e criatividade.

 

Linha do tempo:

 

-> 1991 – O CECCO é inaugurado – gerencia: Alice (terapeuta ocupacional) – equipe técnica: Solange (psicóloga), Débora (Assistente Social), Celso (psicólogo), Vera Maria Sconamiglio (psicóloga), Selma Reyes (fonoaudióloga), Cristina (Assistente Social). Sua sede era provisória e adaptada. Localizava-se embaixo da marquise do Parque, próxima ao portão 02.

 

-> 1992 – Remoção Municipal de funcionários – constitui-se nova equipe – gerencia: Selma Reyes (fonoaudióloga) – equipe: Adriana Pourrat Feingold (fonoaudióloga), Ana Figueiredo Steiner (educadora em saúde pública), Cecília Ishihama Suzuki (terapeuta ocupacional), Eluiz Elias Bueloni (terapeuta ocupacional), Katia Kodama (terapeuta ocupacional), Maria Ignez Almeida Prado (psicóloga), Suzete Rodrigues Palo Louzã (psicóloga).

 

-> 1996 – É proposta uma nova política de saúde pública – PAS (Programa de Assistência a Saúde). A maior parte da equipe anterior não adere a essa nova política de saúde e é removida para outras Secretarias Municipais. Não temos notícias da formação da equipe contratada pela cooperativa de saúde – PAS, nesta época. O grupo atuou no CECCO Ibirapuera até junho de 2001. Houve mudança de endereço da sede. O CECCO sai de dentro do parque e passa a ocupar um pequeno espaço cedido por EDIF, que ocupava um prédio na Av. IV Centenário.

 

-> Junho de 2001 – Novas mudanças políticas levam a extinção do PAS e alterações no organograma da Secretaria Municipal da Saúde. A coordenação das Unidades é retomada e os trabalhadores da saúde que anteriormente integravam o quadro de profissionais são convidados a retornarem para SMS. Começa um trabalho intenso no sentido de recuperar a essência dos CECCOs que tiveram seu percurso e missão alterados durante a gestão anterior. Gerencia: Isabel Cristina Lopes. Equipe técnica: Adriana Pourrat Feingold (fonoaudióloga), Cecília Ishirrama Suzuki (terapeuta ocupacional), Clara Matiko Kuroda (psicóloga), Eluiz Elias Bueloni (terapeuta ocupacional), Laís Biaggi (Psicóloga), Marisa Samea (terapeuta ocupacional), Selma Reyes (fonoaudióloga), Suzete Rodrigues Palo Louzã (psicóloga). A primeira batalha desta equipe foi conseguir voltar para dentro do espaço do parque. Conseguimos uma sede provisória – próxima ao portão 02.

 

-> 2002  Sob a mesma gerência houve mudança de sede e ampliação da equipe técnica. Além da equipe acima citada, passam a integra-la: Ana Maria Galuzzi (terapeuta ocupacional), Cathia Soares Bueloni (terapeuta ocupacional), Eliane Faifer (assistente social), Francisco Paz Nunes (assistente social), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública), Márcia Perrone (pedagoga), Olga Scartezine de Rezende (assistente Social). Nova Sede: Casarão atual, portão 05.

 

-> Agosto 2006 – Nova gerencia: Eluiz Elias Bueloni (terapeuta ocupacional) -  Equipe Técnica: Ana Maria Galuzzi (terapeuta ocupacional), Cathia Soares Bueloni (terapeuta ocupacional), Clara Matiko Kuroda (psicóloga), Eliane Faifer (assistente social), Francisco Paz Nunes (assistente social), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública), Laís Biaggi (Psicóloga), Marisa Samea (terapeuta ocupacional), Olga Scartezine de Rezende (assistente Social), Selma Reyes (fonoaudióloga), Suzete Rodrigues Palo Louzã (psicóloga).

 

-> Junho 2009  Sob a mesma gerência, vem para a área administrativa do CECCO Ibirapuera o AGPP Eduardo Labrichosa, formado em Comunicação Social e com ampla vivência em Sistemas de Bancos de Dados. A partir de então, vários processos de trabalho foram informatizados e sistematizados, facilitando o dia a dia da equipe e inovando com ferramentas preciosas de apoio à gestão.

 

-> 2012 – Gerencia: Eluiz Elias Bueloni (terapeuta ocupacional) - Equipe Técnica: Alda Carolina Toalá de Almeida Barros (psicóloga-readaptada), Ana Maria Galuzzi (terapeuta ocupacional), Clara Matiko Kuroda (psicóloga), Elizabeth Antônia Reis Padovan (psicóloga-readaptada), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública), Marisa Minhoto (psicóloga), Marisa Samea (terapeuta ocupacional), Olga Scartezine de Rezende (assistente Social), Rosangela Rocha Ferreira da Silva (psicóloga), Selma Reyes (fonoaudióloga). E na área administrativa o AGPP Eduardo Labrichosa (encarregado administrativo).

 

-> Maio 2013 – Nova gerencia: Angela Penteado - Equipe Técnica: Alda Carolina Toalá de Almeida Barros (psicóloga-readaptada), Ana Maria Galuzzi (terapeuta ocupacional), Clara Matiko Kuroda (psicóloga), Elizabeth Antônia Reis Padovan (psicóloga), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública), Marisa Minhoto (psicóloga), Olga Scartezine de Rezende (assistente Social), Rosangela Rocha Ferreira da Silva (psicóloga), Selma Reyes (fonoaudióloga). E na área administrativa o AGPP Eduardo Labrichosa (encarregado administrativo).

 

-> 2014  Gerência: Angela Penteado - Equipe Técnica:  Assucena Tupiassu (Bióloga),  Clara Matiko Kuroda (psicóloga), Elizabeth Antônia Reis Padovan (psicóloga), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública),  Magda Castro Lopes (psicóloga), Maria Odete Ramos dos Santos Gallardo (psicóloga), Olga Scartezine de Rezende (assistente Social), Rita Maria Pereira Ayres Netto (nutricionista). E na área administrativa o AGPP Eduardo Labrichosa (encarregado administrativo).

 

-> 2016/2017  Gerência: Angela Penteado - Equipe Técnica:  Assucena Tupiassu (Bióloga), Ana Maria Galluzzi (terapeuta ocupacional), Carla Conceição Colombo Ribeiro Camarote (fonoaudióloga), Cláudia Cristina Pulchinelli (terapeuta ocupacional), Denise Jorge Molina (psicóloga), Juçara Gomes Ventosa (educadora em saúde pública), Lilian Yumi Simofusa (fonoaudióloga), Magda Castro Lopes (psicóloga), Maria Odete Ramos dos Santos Gallardo (psicóloga), Olga Scartezine de Rezende (assistente social), Rita Maria Pereira Ayres Netto (nutricionista). E na área administrativa o AGPP Eduardo Labrichosa (encarregado administrativo).

 

 

 

 

 

Cecco Ibirapuera

 

 

Projetos

Projeto Crer Ser